28/04/2010 ♦ Desenvolvimento webInterface gráficaUX

A função de um wireframe de acordo com seu nível de fidelidade

Nos últimos anos assistimos a ascensão e queda dos wireframes na arquitetura de informação. Há cinco anos atrás eles eram a principal entrega do arquiteto, hoje muitos profissionais consideram uma ferramenta quase em extinsão.

Não acho que seja para tanto, talvez não foram os wireframes que perderam a importância, mas a arquitetura de informação que evoluiu e ficou mais complexa.

Eu particularmente ainda utilizo wireframes no desenvolvimento de qualquer interface. Acredito que tenham funções diversas dependendo de como são construídos:

Wireframe de baixa fidelidade

Crédito: Yandle

Vantagens

  • Rápido de produzir e modificar;
  • Bom para definir a prioridade dos conteúdos

Desvantagens

  • Não mostra como será o look-and-feel da interface;
  • Dificilmente um cliente vai entender ou dar atenção a esse documento;

Wireframe de média fidelidade

Crédito: Rodrigo Teixeira

Vantagens

  • Bom para apresentar para outros profissionais envolvidos no desenvolvimento do projeto;
  • Permitem a montagem de um protótipo navegável;

Desvantagens

  • Podem dar uma falsa impressão da interface gráfica do site;
  • A falta de um maior detalhamento pode esconder algumas armadilhas de usabilidade;

Wireframe de alta fidelidade

Crédito: pixelsebi

Vantagens

  • Ótimo de apresentar para clientes;
  • Dá uma boa idéia da interface gráfica do site;

Desvantagens

  • Lento para produzir e modificar;
  • É difícil saber se esse documento deve ser feito pelo designer ou pelo arquiteto;