24/03/2014 ♦ UX

A relação entre um bolo de aniversário, a história da economia e UX

http://www.flickr.com/photos/zenat_el3ain/3727013559/in/photostream/

A história completa do progresso econômico pode ser reproduzida na evolução do bolo de aniversário. Como um vestígio da economia agrária, as mães faziam bolos de aniversário a partir do zero, misturando commodities agrícolas (farinha, açúcar, ovos e manteiga) que juntos custavam meros centavos. Com o avanço da economia industrial, baseada em bens consumo, as mães pagavam um dólar ou dois por ingredientes pré-misturados. Mais tarde, quando a economia de serviços tomou conta, os pais ocupados ordenavam bolos da padaria ou mercearia por US$ 10 ou US$ 15, dez vezes mais do que o custo dos ingredientes. A partir da década de 1990, por falta de tempo, os pais nem fazem o bolo de aniversário e nem mesmo a festa. Em vez disso, eles pagam para ‘terceirizar’ o evento inteiro para […] alguma empresa que organize uma festa memorável para as crianças e o bolo acaba saindo de graça. Bem-vindo à emergente economia da experiência.

Tradução livre de trecho do artigo de Debunking the UX myth. Over again